Templo Caboclo Pantera Negra

Jogo de Búzios se ensina em curso?

Por Mario Filho

 

Antes de dar a resposta à pergunta, quero fazer algumas considerações. Se não tiver paciência de lê-las, basta ir ao final do texto para ver a resposta!

 

Há alguns anos, uma pessoa que me é muito cara, Irmã em Orixá, teve o seguinte diálogo comigo:

 

Encerremos assim o diálogo.

 

Mais ou menos, na mesma época, tive outro diálogo com um Babalorixá, com a obrigação de 14 anos feita (em uma Casa de Candomblé tradicionalíssima do Rio de Janeiro) e já com alguns “Filhos de Santo” iniciados e exímio na realização de ebós:

 

Continuando eu o questionei: “ Mas como é que o Sr. joga búzios, como o Sr. sabe qual é o Orixá da pessoa, quais são as oferendas que deve fazer, como ela pode sair da situação em que se encontra?”

 

Também encerramos assim esse diálogo.

 

Coloquei dois exemplos diferentes para que o leitor possa entender o que quero dizer com esse texto.

 

O oráculo conhecido no Brasil como “Jogo de Búzios” e na Nigéria “Owó Ẹyọ Mẹ́rìndílógún” (dezesseis búzios) é uma forma oracular da tradição afro-brasileira e de matriz africana, sendo uma das formas pela qual as pessoas podem consultar Ọ̀rúnmìlà e/ou outros Orixás, que está inserido no sistema divinatório Yorùbá. Nessas consultas, que podem ser feitas para a própria pessoa que joga ou para qualquer outra, o Sacerdote tentará “ver”/”olhar” a mensagem que o Odù formado transmite a ele. Para que o Sacerdote saiba o que quer dizer aquele Odù ele deve estudar muitos anos, de forma a aprender, sem dúvidas, o que cada um dos Odùs significa. Não há, para a consulta ao oráculo, nenhum tipo de transe. Não se espera ouvir alguma “voz do além”, não se espera a “incorporação” de alguma “entidade espiritual” para que ela interprete o que o Odù quer dizer, enfim, só é possível jogar búzios quando se sabe o que cada Odù quer dizer por meio das histórias (itàn) que estão ligadas a ele, bem como as diversas prescrições que ele traz.

 

Outra pergunta, então, surge: “- Como se pode aprender a interpretar os Odùs?” Respondo: há três maneiras! A primeira é aprender com seu Sacerdote, se ele souber e se ele se dispõe e quer ensiná-lo; a segunda é fazendo um curso com quem saiba, comprovadamente; e a terceira é adquirindo um bom livro. Vamos avaliar cada uma dessas maneiras:

 

 

 

Por sorte, tive um Sacerdote, Bàbá José Roberto de Lagorô, o qual morou quatro anos na Nigéria, especificamente em Ọ̀yọ́, que me ensinou a jogar búzios. Mesmo assim, fiz dois cursos de aperfeiçoamento com o Bàbá King, um curso com Bàbá Ogunjimi e comprei quatro livros de Sacerdotes Yorùbá que escreveram sobre o Owó Ẹyọ Mẹ́rìndílógún, a fim de melhor conhecer e assim interpretar o que cada um dos Odùs significam e transmitem.

 

Em face do exposto, não resta dúvidas que é possível sim aprender a jogar búzios em cursos. Essa é uma forma de se transmitir um ensinamento vivo, que é acessível a qualquer iniciado em Orixá. Além disso, ministrar cursos em que se aborde o que é o Jogo de Búzios, o que significam os Odùs, quais são as oferendas recomendadas, o que se deve ou não fazer etc., como informação, para esclarecimento das pessoas, não é nenhuma “quebra” de juramentos ou exposição de “segredos”, pois como já mostrei há inúmeros livros que tratam do assunto, cujos autores são referência ao Candomblé e à Umbanda.

 

Além disso, temos na Internet um sem-número de apostilas que ensinam o jogo de búzios, as quais são acessíveis a qualquer um, basta uma procura pela Rede.

 

Assim, não seja preconceituoso. Não condene aqueles que querem ensinar as pessoas, pois isso é um desserviço, não acrescenta nada. Se tiver críticas a fazer, elas são bem vindas, mas conheça, primeiro, quem está ministrando o curso, veja sua trajetória iniciática, comprove seu conhecimento, para depois apontar os erros, caso os encontre. Não meça as pessoas pela sua régua!

Veja também

A iniciação da mulher em Ifá e o posto de Iyánifá

Por Mario Filho   O envolvimento da mulher na adivinhação de Ifá está e...

Saiba mais

Fora da Tradição não há Iniciação

Por Mario Filho   Meus amigos,   Ando com o meu pavio cada vez mais cu...

Saiba mais
Mais artigos publicados em cultura yorùbá / Ifá
Estamos na:
Av. Zumkeller, 973. Alto do Mandaqui - São Paulo, SP
Av. Zumkeller, 973. Alto do Mandaqui - São Paulo, SP
Saiba como chegar pelo transporte público:
Estação Santana Estação Jardim São Paulo Estação Tucuruvi