Templo Caboclo Pantera Negra

Mario Filho

Awo Oníwindé Ifáṣọlá Ifárinú Olúsọ́jí Oyékàlẹ̀

O dirigente do Templo Espiritual Pantera Negra, awo Oníwindé Ifáṣọlá Ifárinú Olúsọ́jí Oyékàlẹ̀ cujo nome civil é Mário A. Silva Filho, é um pesquisador, possuindo Mestrado em Ciência da Religião (PUC/2012) e Mestrado e Doutor em Ciências Policiais (CAES/2013 e 2018), além de ter especialização Lato Sensu em Ciência da Religião (PUC/2010), Políticas de Gestão em Segurança Pública (PUC/2009) e História da África e do Negro no Brasil (UCAM/2013), tendo longa história com a tradição religiosa ocidental e africana.

TRADIÇÃO ESOTÉRICA OCIDENTAL

Em 1984, quando morava na cidade de Barbacena-MG, entra em contato, pela primeira vez, com o material de divulgação da “Antiga e Mística Ordem Rosa Cruz” (AMORC), na qual se afilia em 1985. Em 1986, já de volta a São Paulo, entra em contato com a “Ordem Martinista”, na qual é iniciado, nesse mesmo ano. Em 1987 é iniciado na “Igreja Gnóstica” (tradição de Jules Doinel). Em 1988 é iniciado no “Rito Escocês Retificado”, conhecido como o “rito maçônico cristão”. Em 1994 é iniciado na “Ordem dos Cavaleiros Maçons Elus Coën do Universo” e na “Ordem Kabbalística da Rosa Cruz”. Em 1995 é iniciado no “Antigo e Primitivo Rito de Memphis & Mizraim”, no “Antigo e Primitivo Rito Egípcio de Mizraim & Memphis”, na “Ordo Templi Orientis Antiqua” (tradição Lamparter) e em “La Couleuvre Noire” (Ordem da Serpente Negra). Em todas essas Ordens alcançou o último grau, sendo indicado para ser o Grão-Mestre em algumas delas no Brasil. Ao lado das Ordens Iniciáticas citadas, foi recebido ou teve seus graus reconhecidos por várias outras Ordens, estabelecendo laços fraternos com diversas linhagens espirituais, tais como: “Ordem de São Miguel e São Rafael”, “Ordem de Maat”, “Antiga e Primitiva Ordem do Lírio e da Águia”, “Ordem do Templo do Santo Graal”, “Ordem dos Cavaleiros do Templo de Salomão e da Cidade Santa”, entre muitas outras.

TRADIÇÃO AFRO-BRASILEIRA E DE MATRIZ AFRICANA

Começou na Umbanda em 1976, quando, levado por sua mãe, passou a frequentar a Tenda de Umbanda “Mamãe Oxum e Pai Cipriano das Almas”, situado na R. Ana de Barros, Mandaqui, São Paulo-SP.

Em 1984 se muda para a cidade de Barbacena. Como não encontra nenhuma Casa de Umbanda, passa a frequentar as reuniões espíritas do Núcleo Espírita da Escola Preparatória de Cadetes do Ar (EPCAR). Retorna a São Paulo em 1986 e começa a frequentar outras Casas de Umbanda, mas não se estabelece em nenhuma delas.

No final de 1999, por meio de uma consulta ao Jogo de Búzios (Mẹ́rìndílógún), o Bàbálòrìṣà Lúcio de Ògún, que na época era Sacerdote de Umbanda (filho de Ronaldo Linares), Sacerdote de Candomblé (iniciado pelo Bàbálòrìṣà Fernando de Ògún, filho de Tata Gitadê e neto de Tata Joãzinho da Goméia) e Sacerdote de Kimbanda (o que lhe permitiu ser o Imperator da “Ordem da Mão Negra”, uma Ordem Iniciática que tem a Kimbanda como doutrina principal) afirmou que nosso dirigente deveria fundar sua Casa de Umbanda, pois já era hora. Disse-lhe, também, que seria necessário que se iniciasse no Culto aos Orixás (Òrìṣà) para que tivesse maior proximidade com seu Orixá (Ògún).

Assim, em 10 de Outubro de 2000 nosso dirigente foi iniciado no Candomblé, tendo como Orúkọ: Ògúnṣinà (Ògún abre os caminhos). Em 02 de agosto de 2001 faz a primeira Gira no, à época, Templo Espiritual Caboclo Pantera Negra, iniciando sua vida como Sacerdote afro-brasileiro. Em 2002 é iniciado na Kimbanda, pelo Bàbálòrìṣà Lúcio de Ògún (Tata Negão), recebendo o nome de Tata Malê. Sempre houve um vínculo de amizade e irmandade muito grande entre o Bàbá Lúcio e Bàbá Mário, o que fez com que Bàbá Lúcio, antes de passar para o Oriente Eterno (ocorrido em 2004), tenha indicado nosso dirigente para ser o Imperator da “Ordem da Mão Negra”, no caso de seu passamento, o que de fato aconteceu.

Em 19 de Novembro de 2013 nosso Dirigente foi consagrado como Awo pelo Àràbà Olúsọ́jí Oyékàlẹ̀!

TRADIÇÃO AFRO-BRASILEIRA E DE MATRIZ AFRICANA TRADIÇÃO AFRO-BRASILEIRA E DE MATRIZ AFRICANA

Veja também

O templo

Ilé Mímọ́ Àmọ̀tẹ́kùn Dúdú

Uma preocupação constante de nossa casa é o estudo sério e profundo da Umbanda e do Culto Tradicional aos Orixás (Àwọn Òrìṣà). Por isso investimos...

Saiba mais

O guia-chefe

Caboclo Pantera Negra

O Caboclo Pantera Negra se tornou o Guia Chefe do Templo Espiritual que leva o seu nome antes mesmo dele (o Templo) existir de fato....

Saiba mais
Estamos na:
Av. Zumkeller, 973. Alto do Mandaqui - São Paulo, SP
Av. Zumkeller, 973. Alto do Mandaqui - São Paulo, SP
Saiba como chegar pelo transporte público:
Estação Santana Estação Jardim São Paulo Estação Tucuruvi