Templo Caboclo Pantera Negra

Codificação do ritual de Umbanda (1953)

Em 1953 o Presidente da União Espiritista de Umbanda do Brasil, Jayme Madruga, deu uma série de entrevistas ao Jornal “A Noite” do Rio de Janeiro. Em uma delas o Presidente apresentou a “codificação” do Ritual de Umbanda, ou seja, a União Espiritista de Umbanda do Brasil, que havia sido fundada sob as ordens do Caboclo das Sete Encruzilhadas (o “Guia-Chefe” do médium Zélio Fernandino de Moraes, dirigente da Tenda Nossa Senhora da Piedade), por meio de seu Presidente, estabeleceu como deveria ser o Ritual de Umbanda.

Essa “codificação”, segundo Jayme Madruga, surgiu logo depois do 1º Congresso de Espiritismo de Umbanda, realizado no Rio de Janeiro de 1941, em razão da necessidade de uniformizar o ritual praticado em diversas Casas de Umbanda.

 

Para ele a codificação do ritual “não foi feita ao sabor de opiniões pessoais ou de média de opiniões. Após vários meses de estudos e de receberem os chefes de terreiros e presidentes de tendas filiadas, sugestões do espíritos, na reunião do dia 4 de novembro de 1952, na sede da Tenda Espírita Nossa Senhora da Conceição, foi a codificação aprovada.”

 

O ritual ficou assim:

 

SESSÃO PÚBLICA DE CARIDADE

 

Parágrafo único: Em dias de festa de Santo, a abertura deve ser feita em nome de Zambi, de Oxalá, do Santo do dia, do Patrono da Casa, do Guia-Chefe da Casa e de todos os trabalhadores invisíveis de Umbanda;

 

Parágrafo único: em dias de festa de Santo, deve ser antes, saudado o santo do dia.

 

Parágrafo único: Quando o Guia-Chefe da Casa não incorporar, por qualquer motivo, deve ser tirado o ponto em seguida para o Guia substituto;

 

 

ENCERRAMENTO

 

Referências

Fonte: Jornal de Umbanda: órgão noticioso e doutrinário da União Espiritista de Umbanda. Rio de Janeiro, Mai-Jun 1953, nº 31, p. 1, 3

Veja também

O Universo conspira a nosso favor?

“O Universo conspira a nosso favor”, porém se ficarmos parados, esperando q...

Saiba mais

A Angeologia judaico-cristã e a Umbanda

Não se pode esquecer que a Umbanda se desenvolveu, assim como a população bra...

Saiba mais
Mais artigos publicados em Umbanda Omolokô
Estamos na:
Av. Zumkeller, 973. Alto do Mandaqui - São Paulo, SP
Av. Zumkeller, 973. Alto do Mandaqui - São Paulo, SP
Saiba como chegar pelo transporte público:
Estação Santana Estação Jardim São Paulo Estação Tucuruvi